quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

POEMA OLINDA GIL

A esquerda Olinda Gil vestida de mulher Romana
numa feira imitando a época, levada a efeito pelo Agrupamento
Escolar de Colos, onde todos participaram .
(do seu blog do mesmo nik)

OLINDA GIL

Mora no “Além Tejo”
Exactamente onde, não imagino
Terá nascido no alto ou Baixo Alentejo?
Ambos apreciáveis
Sobre nascimento de Olinda mais não vejo
É mulher de mente interessante
Se é da beira do Rio Guadiana
Da formação mostra ser amante
Se mais junto ao mar
Olinda Gil ensina com afinco
Faz com denodo, faz interessar
É uma mulher que se ama
Como se ama neste mundo viajar
Viajar por todo o Alentejo
É grande a alegria de o amar
Grande motivação e ensejo
Ler o que Olinda Gil escreve,
Ver o que fotografa é satisfazer um desejo
Viajar pelo Alentejo profundo
Pode ser satisfazer desejos de solidão
Como estar num outro mundo
De alma e coração
Adoro as lições que Olinda Gil traz
Muito de saber e de curiosidade
A mente satisfaz

Daniel Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário