terça-feira, 30 de novembro de 2010

POEMA ANJO DO AMOR


ANJO DO AMOR

Rogai por mim pobre pecador
Mais por aquela a quem amo
Grande Anjo do amor
O Santo é tentado sete vezes dia
Talvez um exagero
Pedia apenas uma Ave-Maria
Meu Anjo do Amor - gosto tanto dela
Transporta-me nas tuas as asas
Tal como à antiga, adoraria vê-la na janela
Que tenha mente livre, o que interessa
Que mulher bela aquela
Livre risonha, como que esvoaça
Que sempre sonha
Sorri com graça a quem passa
Ás vezes contempla a mim
Como uma chalaça
Bálsamo sem fim
No redor fica um caloroso amor
Um estado de graça enfim!
Anjo do Amor protege
O amor protege ambos em mim
Encontras merecimentos
Não é assim?

Daniel Costa


1 comentário:

  1. Daniel,

    o poema é lindíssimo e a foto maravilhosa. Gostei muito!

    Beijos com carinho, amigo.

    ResponderEliminar