terça-feira, 28 de dezembro de 2010

POEMA FELINA MULHER


FELINA MULHER

Camuflará doçura
Numa prosa poética
Suave a presumir ternura
Como aprecio viajar
Quis e fui ver perto
Num transatlântico viajei por mar
Observei Felina
Aquela mulher sensível
Que se apresente sensual e fina
Que se encolhe
Para esconder seu jeito de menina
Junto ao mar de Belém do Pará
A Mulher Felina
A adorar os filhotes ali está
Dá gosto ler o que escreve
Nas horas que dedica a esse maná
Adora-se a sensibilidade de Felina Mulher
Encolhe-se, na brisa do mar de Belém do Pará
Conhecem-se os cabelos
Da bonita mulher, do melhor que há
Sua beleza interior
No e como escreve mostra
Apresenta esse pendor
Analisando bem
Faz jus ao nome da cidade onde mora
No norte do longínquo Brasil, Belém
A bloguista Felina
É, não duvidemos, mulher de bem
Felina Mulher é sincera
A sua escrita agradavelmente bonita
Está muito para além de uma quimera
A maresia da costa de Belém
Reconforta quem
Quem se apresenta pessoa sincera

Daniel Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário