quarta-feira, 27 de outubro de 2010

POEMA COMENDADORES


COMENDADORES

Comendador
Não é um qualquer
Será um senhor
Até pode ser uma mulher
O título fará furor
Afinal no dia de Camões
Foi o Presidente da República
A investi-lo do título de Comendador
Neste mundo de ilusões
O povo diz de alguns
Terem sido burlões
Que importa
Do pensamento serem anões
Se lhes foi atribuído o título
Em dez de Junho
Dia de Luiz Vaz de Camões
Há tanta gente assim importante?
Se o País desliza para a penúria
A cada instante!
Comendador de número
Importante para certos senhores
Não reparam
Que se banalizam feitos de pesquisadores
Atribuindo-se a Comenda
A muitos em paga de favores
Será que a justiça
Não tem pudores?
Banaliza quem tem mérito
Em prol de enganosos louvores!

Daniel Costa


Sem comentários:

Enviar um comentário