quinta-feira, 7 de outubro de 2010

POEMA DANIELA


DANIELA

Adolescente bela
Elegante, bonita
É assim a Daniela
Juventude alegre, descontraída
Afinal, temos o retrato dela
Vê-se divertida
Meus deuses! É ela
Paraguai, Assunção
Eis a elegante Daniela
Elegante, respira vida
Evoluciona no ginásio
Vê-se como que divertida
Aqui à junto de uma mão
A que acciona
A computadorização
O moderno milagre
Daniela em Assunção
Evoluciona, divertida
Ei-la!... Apreciei de coração
Bonita Daniela
Uma garota bonita
Muito bela

Daniel Costa


2 comentários:

  1. Daniel,

    dissecas as pessoas com uma precisão quase cirúrgica.

    mais outro exemplo de um belo perfil.

    bj
    eduarda

    ResponderEliminar
  2. Daniela é um nome lindo.

    Lindo poema, Daniel.

    Beijos.

    ResponderEliminar