domingo, 3 de outubro de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


RAIMUNDA

É de Açailandia do Maranhão
Não da Imperatriz do mesmo Estado
Será imperatriz da paixão
A mulher Raimunda
Mulher elegantemente bonita
De sensualidade profunda
Mãe atraente
Desvelada, filho risonho feliz
Mulher mãe ao largo contente
É assim a Raimunda apaixonada
Sofrerá interiormente?
Lutou, conseguiu o que quis
O que teve em mente
Para atingir ser inteiramente feliz
Irá ter de lutar eternamente
O escudo será o petiz
Um poeta terá o condão
O Condão de imaginar o que diz
Raimunda minha amiga
Atingirás a plena felicidade
Lutas, caminhos aplainas sem fadiga
O quanto és bela interiormente
O poeta te conhece, que o diga
Raimunda mãe
Mulher
Mulher de bem
Mulher criadora
De felicidade também

Daniel Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário