terça-feira, 20 de julho de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


A CHAVE

Estou sisudo
Penso em tudo
Tenho há a chave
Penso nela
Ferramenta singela
Remédio para tudo
Faz falar o mudo
Abre a capela
Fecha a porta
não a janela
Onde falo com ela
Chave é segredo
Guarda o medo
Abre tudo
Com chave
Mundo não é só maldade
É também a saudade
Chave é sorriso
Porta de siso
Fim de lamentos
Êxito de inventos
Com chave finda a sofreguidão
Começa a mansidão
Com essa gazua imortal
Acabará todo o mal


Daniel Costa

2 comentários:

  1. Oi, Daniel.

    Quem tem a chave, tem sabedoria.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito...
    Que nunca se percam as chaves do bem
    Brisas mansas para o Duarte

    ResponderEliminar