quarta-feira, 25 de agosto de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


ZÉLIA

Jamais usei toga
Sonhava conhecer
Uma cultora de yoga
Ala arriba
Longe, uma elegante mulher
Estava na cidade de Curitiba
Uma interessante mulher
Bonitos cabelos louros
Não me atrevia a olha-la sequer
Seus olhos azuis
Não denotavam altivez
Serenidade de mulher
Mulher bonita e de sensatez
Apelido Nocolodi
A Zélia me olhou, perdi a timidez
Zélia como interessante
Mulher que é, não usa altivez
Representa beleza, escreve poesia
Belíssima poesia é poetisa de vez
Com o yoga medita
Escrevendo poesia, parece que Deus a fez
É assim Zélia
Na cidade de Curitiba
Adoráveis filhos desvela
Zélia atraente, elegante bonita
Foi prazer conversar com ela
Eis a interessante Nocolodi
A bela mulher, nome próprio Zélia

Daniel Costa

3 comentários:

  1. Daniel,

    Zelia é mesmo tudo isso! Uma mulher de um talento e sensibilidade incomuns. De uma beleza serena e um coração rico de bens espirituais e com belos olhos contemplativos do mundo e do que o cerca. Uma grande mulher.


    Beijos amigos Daniel e Zelia.

    ResponderEliminar
  2. Olá !

    Curitiba tem muitos encantos, entre eles, certamente Zélia ...
    Delicadíssima homenagem.
    Alguém que nos alcança tão profundamente merece
    carinhos especiais.
    Aproveito para agradecer a alegria da sua presença no meu blog.
    Conte com meu carinho,
    Fátima Guerra

    ResponderEliminar
  3. Oiê, querido!
    Estou aqui com um enjôo enorme. Vim cumprimentá-lo e dar-lhe uma forcinha. Eu te amo. Sorry, não tive opção.
    Beijos, meu Anjo

    Apareça! Sinto a sua falta!!
    PS: Abri blogsapo e não sei o que fazer. É só de fotos. Depois, me explica?

    ResponderEliminar