domingo, 29 de agosto de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


OLHOS VERDES

Senhora dos olhos verdes
confesso a minha paixão
quando te beijo na face
adormece-me o coração

Quando te vejo partir
rumo à tua ocupação
logo fica a saudade
disfarço-a numa oração

Na tua ausência
a vida é tormanto
se te perdesse
recolheria a um convento

Senhora dos olhos verdes
minha tentação
vejo-te num altar
como ícone da minha devoção.

Daniel Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário