quinta-feira, 2 de setembro de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


DESILUSÃO ALEGRIA

Amor e paixão
São alegria, não em vão
A ser vividos
Envoltos em solidão
Outro tanto se dará
Com alguma desilusão
O mesmo com desaires
Ou sofrimentos de coração
Tudo interregnos!
Até que chega a alegria
Devemos brandir tal magia
Suscitará invejas
Acompanhadas de maldição
Que importa?
Uma dose de loucura
O optimismo sempre presente
A desarmar a má intenção
Portadores de inveja jamais vencerão
Para aprender algo
Virados não estão
Infernizados de invejas
Infelizes morrerão

Daniel Costa


4 comentários:

  1. Olá Daniel,

    Vim agradecer a visita no meu cantinho, e gostei do que já li. Voltarei para ler mais se me for permitido.
    Até lá,
    Abraço dos Alpes

    ResponderEliminar
  2. Querido Daniel,

    bonito poema! E o amigo tem razão porque o maior mal que um invejoso pode fazer é para si mesmo. Sejamos otimistas sempre e assim, protegidos.

    Beijos com carinho.

    ResponderEliminar