quinta-feira, 9 de setembro de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


IMENSO BRASIL

Para avistar o Cruzeiro do Sul
Viajo para lá do Oceano azul
Salto à Praia de Copacabana
Em sonho, vou até à de S. Vicente
Quilómetros além da cidade Paulista
Onde aportou, primeiro Álvares Cabral
O marinheiro, o grande Senhor
Aí começou Vera Cruz
Como o Tozzini escrevia
Radialista, mas não Doutor
Ali teria sido rezada a primeira missa
Mais tarde a exótica madeira
Inspirou o actual nome, outra bandeira
De muitos amigos, vinha a informação
Era tudo, como um enlevo, uma canção
Recortes de jornais, que arquivei, com emoção
Que será feito desses amigos do coração
Os que recebiam e falavam da Franquia
A D. Edna, o Alex Picanso, o Centeno
O Catta Preta, o Barbedo
O Lauro Natali, o Barros
E vários outros, que o Américo Tozzini
Era como se fosse avô, não ficava quedo
Bastantes recortes de jornais
Nos meus arquivos e anais
“Os Cinco Minutos com a Filatelia”
No programa “Pulo do Gato”
Da Rádio Bandeirantes,
Lá estava a inesquecível Franquia
Era o grande Tozzini que fazia
Que será feito desses amigos de um dia?

Daniel Costa


4 comentários:

  1. Querido amigo Daniel,
    Feliz do homem e mulher que por onde passa só deixa amizades e recolhe boas lembranças dos lugares por onde esteve.
    Tu és um felizardo!
    Aqui também nos fazes felizes e bem informados.
    Obrigada, amigo!!!Bjsss

    ResponderEliminar
  2. Querido amigo,

    mais um belíssimo poema. Este, homenageando este imenso país onde o poeta tem muitos amigos que o admiram e estimam sinceramente. E um poema onde o poeta também recorda seus amigos queridos. Um poema nostálgico e rico de sentimentos.


    Carinhoso beijo, Daniel.

    ResponderEliminar
  3. ola Daniel já reparei que és um homem de belas viagens
    e fico feliz pela tua doce simpatia pois vejo que as amizades em ti são como pérolas
    onde vás cultivas sempre uma bela pérola
    e fico feliz por portugal desfrutar
    de uma pérola linda a tua beijos na alma e bom fim de semana

    ResponderEliminar