domingo, 5 de setembro de 2010

POEMAS UM HOMEM SÓ


BANDYS

Não mora na cabana
Apesar de dar por Bandys
É mulher terna e humana
Poetisa num mundo de doçura
Um pensamento de beleza
Escreve sempre com ternura
Suavidade é uma constante
Adoro a Bandys
Uma bonita mulher amante
Adoro a sua poesia
Fico preso como com barbante
Pudera, se é atraente!
Suave olhar tonificante
Incansável ternura
É assim a Bandys
Terna mulher doçura
Mulher que respira poesia
Poesia bela segura
Agrada ser seu amigo
Jamais se sente agrura
De vida interior
Grande estatura de mulher
Grande mulher amor

Daniel Costa

1 comentário:

  1. Que lindo amigo...
    Você tem olhos de ternura...me agrada ser sua amiga.
    te gosto muito(com todo respeito)
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar